Com aulas não-presenciais, Colégio Elvira Brandão dá continuidade às atividades escolares

  • Terça, 24 Março 2020 15:09

Quarta-feira, dia 18 de março de 2020. Crianças e jovens preparam-se para mais um dia de aula. Às 7h20, todos estão presentes em suas salas, com ouvidos e olhares atentos aos seus professores, compartilhando dúvidas e aprendendo juntos. Poderia ser mais um dia letivo normal. A diferença é que cada aluno está em sua própria casa, conversando com os colegas e professores pela tela do computador.

Essa tem sido a rotina do Colégio Elvira Brandão, localizado na zona Sul de São Paulo. Associado à Abepar, o Elvira – como é chamado por sua comunidade – adotou o sistema de aulas não-presenciais como medida de prevenção contra a doença causada pelo novo coronavírus, seguindo as orientações das autoridades sanitárias e governamentais. “É uma situação triste e preocupante para todos, mas sempre trabalhamos essas situações de forma positiva com os alunos. Focamos nas soluções e não nos problemas”, declara a diretora-geral Andrezza Amorelli. (Na imagem em destaque, alunos do Elvira participam das aulas ao vivo em casa)

Segundo a diretora, é fundamental que a direção assuma uma postura estratégica neste momento para que se possa dar continuidade à proposta pedagógica e assegurar que toda a escola funcione de forma organizada, como o Conselho Estadual de Educação exige.

“Além de garantir as práticas em sala de aula, é preciso ter atenção ao currículo, ao cuidado com as questões socioemocionais da equipe, intensificar a comunicação com a comunidade escolar – tanto por meio dos canais oficiais da Escola nas redes sociais quanto pelo contato direto através das ferramentas digitais – e principalmente documentar que os projetos estão em pleno andamento”.


Encarando o desafio com sucesso

Apesar de repentina, a mudança foi rapidamente integrada ao dia a dia de professores, alunos e famílias e tem transcorrido de forma organizada. Para a diretora-geral, a transição bem-sucedida deve-se em grande parte à cultura da autonomia do aluno, muito presente na escola, e ao domínio das ferramentas digitais de educação, que fazem parte da rotina escolar desde 2016. 

“O planejamento pedagógico do Elvira está em sintonia com a Base Nacional Comum Curricular e foi muito bem estruturado”, comenta a diretora. “Tivemos apenas que transformar o plano de ações para o ambiente digital, com o qual também já estamos familiarizados.”

Veja aqui o vídeo publicado no dia 19/3 em que Andreza Amorelli comunica às famílias como as aulas não-presenciais funcionarão.

 

Aulas online 

A partir do sexto ano do Fundamental 1, todos os alunos ganham da escola um Chromebook. É por meio dele que a maioria assiste às aulas de forma remota. Também não foi necessário adotar nenhuma nova ferramenta digital, segundo Amorelli. “Passamos a utilizar diariamente ferramentas que já usávamos periodicamente com os alunos, como o Google Hangouts Meet, o Google Classroom, dentre outras. Os professores receberam treinamento anterior e todos eles estão muito engajados”.

 

Berçário e Educação Infantil

Os pequenos também não ficam de fora do aprendizado. No Elvira, pais e mães são estimulados a realizar atividades com seus bebês e crianças durante a quarentena. “Estamos formulando um currículo específico para eles”, pontua Andrezza. “Todos os dias enviamos às famílias as atividades e brincadeiras do dia seguinte, assim elas têm tempo para se organizar. É claro que as atividades têm uma intencionalidade pedagógica, que é explicada às famílias. Eles contam com nosso total suporte e também estão muito empenhados em contribuir com este momento!”.


Identidade da escola

Das famílias, as avaliações vêm à diretora pelos grupos de WhatsApp. “Recebo todos os dias fotos e vídeos dos alunos fazendo as atividades e participando das aulas. Chego a ficar emocionada com o comprometimento, com a colaboração que todos estão tendo diante dessa situação tão complicada”.

Para Amorelli, colaboração e comprometimento fazem parte da identidade da escola. “Eu disse às famílias: isso não pode ser perdido. Estamos vivendo este momento juntos. Fazer dar certo não é uma responsabilidade de um ou de outro, pois somos uma comunidade escolar.” 

 

 

  • 316
  • Última modificação em Quarta, 25 Março 2020 15:55