Comunicação

Comunicação (70)

Em tempos de isolamento social, o Colégio Magister está preocupado com a saúde emocional dos alunos e professores. Por isso, convidou o psicólogo clínico Gustavo Zancheta para uma  no dia 29/04, às 17h. A conversa com o público trata do tema “Lidando com as emoções: dicas para uma rotina leve e produtiva em tempos de isolamento social”

Gustavo Zancheta é psicólogo clínico e pós-graduado. Possui experiência com atendimento de crianças, jovens, adultos e casais, tendo ênfase na abordagem cognitiva e comportamental, além de uma vasta experiência em casos de ansiedade, depressão, stress, entre outros.

A live será transmitida nas redes sociais do Colégio Magister. Acesse:

Instagram: @colmagister
Facebook: facebook.com/colmagister
Youtube: https://tinyurl.com/colmagister

 

Serviço
Data: 29/04
Horário: 17h
Local: Redes Sociais do Colégio Magister

 

Imagem: inga/iStock.com

Escolas, professores, funcionários, alunos e suas famílias tiveram as suas rotinas radicalmente alteradas desde a recente decretação da pandemia do novo coronavírus e das medidas de quarentena e distanciamento social definidas pelas autoridades. 

Nossas Equipes abraçaram o desafio de propor e realizar atividades não-presenciais e fizeram isso em poucos dias, alterando substancialmente a essência do nosso trabalho pedagógico, que é presencial, olho no olho, no qual a troca interpessoal e a socialização desempenham papel decisivo.

Nossa comunidade reconheceu esse esforço coletivo. E está colaborando ativamente para o bom resultado desse trabalho que envolve atividades não-presenciais. Ressalte-se, no entanto, que essa modalidade é mais bem-aceita para alunos das séries mais avançadas do Ensino Fundamental 1 em diante.

A dificuldade maior está, naturalmente, no trabalho voltado às crianças da Educação Infantil e das primeiras séries do Fundamental. Nesse caso, a troca, o olhar, a brincadeira coletiva e as atividades socializadoras são ainda mais importantes. Realizar tudo isso à distância com os pequenos exige estreita colaboração com a escola por parte dos adultos da família, que têm, por seu turno, as suas próprias atividades, responsabilidades, trabalhos etc.

As escolas da Abepar seguem cumprindo bem o papel a que se propuseram desde o início da pandemia – o de oferecer aos alunos e alunas a continuidade dos estudos mesmo em situação longe da ideal. O pior dos mundos teria sido interromper as atividades pedagógicas, deixando alunos ociosos e famílias sem essa referência essencial para a vida de todos.

O desafio agora é pensar em estabelecer um novo cronograma de aulas e de férias escolares em meio à pandemia e à quarentena. Felizmente as escolas dispõem de flexibilidade legal para estabelecer o seu próprio cronograma de atividades. Devemos, a esse respeito, levar em conta o seguinte cenário:

  1. Não é possível saber hoje até quando irá a quarentena e a suspensão das aulas presenciais decretadas pelas autoridades.

  2. Sem dispor dessa informação, corre-se o risco de fixar as férias escolares ainda durante a quarentena. Os alunos ficariam presos em casa, sem atividades propostas pelas escolas, o que possivelmente deverá acrescentar novas dificuldades às famílias já sobrecarregadas durante essa pandemia. Além disso, corre-se o risco de que a volta às aulas aconteça sem a possibilidade de aulas presenciais.

  3. Há, por outro lado, quem entenda que conceder férias parciais (15 ou 20 dias) ainda durante a quarentena (em maio ou junho) abre espaço para oferecer aulas presenciais depois que essa medida for suspensa, mesmo que em julho. Acredita-se que as famílias não sairão de férias em julho – durante a pandemia. É mais provável que nesse período os pais estejam em processo acelerado de retomada de suas atividades profissionais.

  4. Há argumentos sólidos que apontam para a necessidade de fixar as férias escolares nas próximas semanas e meses – no fim de abril ou em maio. As férias poderiam ser de 30 dias ou poderiam, alternativamente, ser divididas em períodos de 15 dias – mais ou menos. Haveria férias agora em maio e em julho. A intenção nesse caso é dar um descanso às equipes pedagógicas, sobrecarregadas por esse período de estresse e trabalho intenso. E, ao mesmo tempo, fazer uma parada em julho, um ‘respiro’ para o longo segundo semestre que virá. Essa segunda parada pode, também, acontecer mais para frente, em outubro.

  5. Outra possibilidade é seguir com as atividades não-presenciais até junho. As férias escolares ficariam, portanto, dentro do calendário habitual. Argumentam os defensores dessa tese que esse é o caminho natural. As equipes seguiriam mobilizadas e a escolas teriam mais tempo para acompanhar o desenvolvimento das medidas de restrição à circulação e à convivência de pessoas.

  6. Considera-se também a possibilidade de férias separadas para a Educação Infantil de forma a amenizar o desconforto manifestado por algumas famílias. Há que se considerar aqui que muitas famílias têm mais de um filho. Essa alternativa poderia deixar um filho em férias e o outro com atividades.

  7. Outra consideração importante diz respeito aos professores. A grande preocupação deles é que a definição das férias seja feita em períodos distintos, com cada escola fixando essas datas segundo critérios próprios e em períodos diferentes dos estabelecidos por outras instituições. Como há muitos professores que trabalham em diversas escolas, eles poderiam ficar sem férias em 2020.

Como se vê, vivemos uma situação de alta complexidade. Não há solução fácil. Qualquer decisão neste caso tem efeitos positivos e negativos. O fundamental, no entender da Diretoria da Abepar, que se reuniu na noite desta terça-feira (31/3/2020), é tomar atitudes no momento certo e, principalmente, municiadas por informações qualificadas que possam embasar um posicionamento público do qual possamos nos orgulhar no futuro.

A Diretoria voltará a se reunir no próximo dia 15 de abril para reexaminar esse assunto à luz das informações que teremos até lá. Seguimos, no entanto, abertos às sugestões das escolas associadas e atentos à evolução dos acontecimentos. Se houver mudança abrupta nesse cenário voltaremos a nos reunir para novo posicionamento.

 

Imagem: :Tatomm/iStocks.com

 

A Associação Brasileira de Escolas Particulares entende que a antecipação das férias escolares para o mês de abril prejudicaria as ações programadas e realizadas por nossas escolas, professores, alunos e famílias, que vêm mantendo as atividades pedagógicas ainda que de forma não-presencial. A antecipação deverá ser reavaliada no futuro próximo. No momento, no entanto, a conjuntura não está suficientemente clara para que se possa chegar a uma decisão a esse respeito.

As escolas da Abepar vêm promovendo ações bem-sucedidas para manter a comunidade educativa engajada nas atividades pedagógicas, recorrendo a inúmeros recursos e ferramentas para dar seguimento ao previsto nos currículos escolares, de acordo com as características específicas do projeto pedagógico de cada instituição. 

A interrupção desse trabalho agora colocaria a perder todos os esforços já em andamento, sem oferecer, em contrapartida, nenhum benefício. Pelo contrário. Os efeitos da medida serão profundamente desmobilizadores levando-se em conta o envolvimento profundo dos professores, dos alunos e das famílias nas novas atividades pedagógicas.

A complexidade do momento exige intenso diálogo entre as partes envolvidas. O mais equilibrado a fazer é seguir o que já foi estabelecido pelas escolas e referendado pelo Conselho Estadual de Educação – a continuidade das atividades pedagógicas de forma não-presencial.

A Associação Brasileira de Escolas Particulares irá orientar a suas associadas a manter o programa de atividades já estabelecido sem decidir nesse momento pela antecipação de férias em abril. 

São Paulo, 24 de março de 2020
Diretoria da Associação Brasileira de Escolas Particulares

 

Imagem: sakkmesterke/iStock.com

 

Acompanhando as recentes recomendações das autoridades sanitárias e da área de educação, a Abepar orientou as suas associadas a dar início à interrupção gradual das atividades pedagógicas já a partir desta segunda-feira, 16 de março. A ideia é sugerir às famílias que, caso seja possível, deixem de enviar os filhos às escolas já a partir desta data. 

As famílias que ainda não tiverem alternativa viável para deixar os filhos em casa poderão enviá-los à escola durante alguns dias desta semana. Caberá a cada escola fixar uma data específica para a efetiva paralisação das atividades pedagógicas na própria instituição. 

Depois disso, as escolas preparam soluções de ensino a distância para dar sequência às atividades pedagógicas, especialmente para os alunos do Fundamental II e do Ensino Médio. Os educadores da Abepar estão trabalhando de forma colaborativa, compartilhando conhecimentos e experiências envolvendo atividades em ambiente virtual.

A Abepar reitera seu compromisso com a saúde e o bem-estar de alunas e alunos, funcionárias e funcionários das escolas associadas e de toda a comunidade, comprometendo-se a agir de acordo com as recomendações e deliberações das autoridades, cujas posições são atualizadas diariamente.

A Diretoria da Abepar está mobilizada permanentemente para acompanhar os acontecimentos e agir sempre em defesa da escola e da comunidade escolar. Novos desdobramentos devem surgir nos próximos dias. 

Estamos em contato regular com as autoridades sanitárias e, de modo especial, com as autoridades da área educacional. O objetivo da Abepar é oferecer a experiência de seus especialistas para apresentar soluções que levem à superação desse grave momento, cujas consequências afetam sobremaneira a sociedade brasileira em geral e a escola, em particular. 

 

São Paulo, 16 de março de 2020
Diretoria da Associação Brasileira de Escolas Particulares (Abepar)

 

(Imagem: jarun011/iStock.com)

A Associação Brasileira de Escolas Particulares, Abepar, anuncia a adesão à entidade de cinco novas escolas: Beacon School, Kinder Kampus School, Colégio Magister, Escola Mais e Colégio Santa Maria. “São escolas de excelência que agora se juntam às nossas demais associadas”, informa Roberto Prado, diretor executivo da Abepar. “Cada uma delas tem um foco específico, um projeto pedagógico diferenciado, mas todas mantêm forte compromisso com a excelência no fazer pedagógico e no atendimento às suas comunidades”.

Prado ressalta que a Abepar segue com o objetivo de disseminar boas práticas pedagógicas e de gestão. A associação quer ainda atuar como interlocutora do ensino privado junto aos poderes constituídos e às entidades técnicas dos governos nos três níveis da Federação.

Conheça as novas associadas: 

Beacon School

A Beacon School oferece uma educação internacional genuinamente bilíngue e aberta para o mundo, ao mesmo tempo em que valoriza suas raízes brasileiras. A escola é reconhecida pela International Baccalaureate Organization (IBO), que desenvolve programas educacionais, adotando o currículo do Primary Years Programme para a Educação Infantil e as séries iniciais do Ensino Fundamental. Saiba mais. 

 

Kinder Kampus School

A proposta pedagógica da Kinder Kampus valoriza o aprendizado produzido diretamente pela vivência dos alunos. Priorizamos as descobertas individuais, a cooperação entre os pares. Procuramos fortalecer a autoestima e encaramos o erro como parte do processo de construção do conhecimento. Enfatizamos sempre o "ser" e não o "ter". Estes são os nossos compromissos com a formação dos alunos. Saiba mais. 

 

Colégio Magister

Escola que valoriza a formação integral da pessoa e experiência socializadora que é a educação, Colégio Magister começa sua história na década de 1960. Após mais de 50 anos de história e filiada à rede PEA-UNESCO desde 2008, continua se aperfeiçoando a cada momento e acompanhando as transformações do mundo. Saiba mais. 

 

Escola Mais

Somos uma rede de escolas fundada em 2018 com a missão de levar a melhor educação praticada nas melhores escolas do Brasil para o maior número de estudantes possível. Transformamos o ambiente escolar, criando uma escola mais eficiente, com preços mais justos, mais próxima, mais comprometida e mais dinâmica, enfim, mais inteligente. Saiba mais. 

 

Colégio Santa Maria 

Em 1947, nos Estados Unidos, a Congregação das Irmãs da Santa Cruz estendeu seu campo missionário de ação, enviando a São Paulo irmãs com a finalidade de oferecer educação escolar e catequese. No ano seguinte, essas irmãs fundaram o Colégio Santa Maria. O objetivo da instituição era e é o de garantir uma educação de qualidade e desenvolver valores éticos essenciais na formação da pessoa. Saiba mais. 

 

 

Imagem: Jacob Ammentorp Lund/iStock.com

Somos uma rede de escolas fundada em 2018 com a missão de levar a melhor educação praticada nas melhores escolas do Brasil para o maior número de estudantes possível. Transformamos o ambiente escolar, criando uma escola mais eficiente, com preços mais justos, mais próxima, mais comprometida e mais dinâmica, enfim, mais inteligente.

Para isso, oferecemos período integral, inglês todos os dias, laboratórios “mão na massa”, muita tecnologia e professores com dedicação exclusiva. Porque entendemos que esse conjunto auxilia nossos alunos a melhorar suas habilidades para o mercado de trabalho e para a vida acadêmica.

A primeira unidade foi inaugurada na Vila Esperança, Zona Leste da capital paulista e em 2020, serão inauguradas as unidades Vila das Mercês e Vila Mascote, ambas na Zona Sul.

  

Unidades

Penha: Rua Evans, 396 - Vila Esperança - SP
Vila Mascote: Rua Praia do Cerejo, 195 - Vila Paulista - SP
Vila das Mercês: Rua Dom Vilares, 1511 - Vila das Mercês - SP

Telefone/Whatsapp: (11) 5555-3725
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Site: https://www.escolamais.com
Facebook: facebook.com/aescolamais
Instagram: @escola_mais  

Escola que valoriza a formação integral da pessoa e experiência socializadora que é a educação, Colégio Magister começa sua história na década de 1960. Após mais de 50 anos de história e filiada à rede PEA-UNESCO desde 2008, continua se aperfeiçoando a cada momento e acompanhando as transformações do mundo. 

Consolidado com uma escola bilíngue, o Magister trabalha o idioma Inglês desde a Educação Infantil. O objetivo é desenvolver as habilidades cognitivas, sociais, emocionais e culturais das crianças. 

Os alunos do Ensino Fundamental são expostos a desafios crescentes por meio de diversos projetos e ações. A escola propõe aos estudantes temas que possibilitam a reflexão, o senso crítico e a autonomia, e oferece ainda projetos que promovem a interação, o compartilhamento e a participação consciente e cidadã na cultura digital.

No Ensino Médio, os estudantes são estimulados a descobrir os próprios talentos e interesses ao mesmo tempo em que continuam desenvolvendo o senso crítico e a autonomia de estudos.

No Magister, os alunos podem optar pelo Programa Internacional, com disciplinas do currículo americano e dupla diplomação – brasileira e americana. Mais que a competência linguística, o colégio proporciona a excelência acadêmica e o desenvolvimento da competência intercultural.

O consolidado Período Integral do Magister é uma opção onde o estudante passa mais tempo na escola e adquire muito mais aprendizagem, por meio de atividades educativas, recreativas e esportivas.

 

Serviço – Colégio Magister

Unidade Júnior - Berçário, Educação Infantil Bilíngue e 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental
Endereço: Av. Engenheiro Alberto de Zagottis, 1.301 – Jardim Marajoara
              São Paulo – Zona Sul - SP
Telefone: (11) 5545-2000

Unidade Sabará – 6º ao 8º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio
Endereço: Rua Beijuí, 100 - Jardim Marajoara 
               São Paulo – Zona Sul - SP
Telefone: (11) 5633-4000

Site: https://magister.com.br/
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Facebook: facebook.com/colmagister
Instagram: @colmagister

 

A Beacon School oferece uma educação internacional genuinamente bilíngue e aberta para o mundo, ao mesmo tempo em que valoriza suas raízes brasileiras. A escola é reconhecida pela International Baccalaureate Organization (IBO), que desenvolve programas educacionais, adotando o currículo do Primary Years Programme para a Educação Infantil e as séries iniciais do Ensino Fundamental. 

A Beacon acredita que o conhecimento é uma construção coletiva, formada pelo legado de gerações e a investigação e interação dos indivíduos no presente. Assim, desenvolve cinco elementos como referência no seu currículo: conhecimentos, conceitos, habilidades, atitudes e ações. 

Como proposta pedagógica, usa a diversidade para o desenvolvimento pessoal do aluno e trabalha os dois idiomas de forma integrada, tanto para a comunicação quanto para a construção da identidade de cada um. O objetivo é formar alunos críticos, curiosos e agentes transformadores. 

Fundada em 2010, a Beacon School possui mais de 900 alunos da Educação Infantil ao Ensino Fundamental II. Agora, caminha para formar nossa primeira turma do Ensino Médio, com o IB Diploma, em 2023.

Serviço – Beacon School

Campus
Endereço: Rua Mergenthaler, 1138 - Vila Leopoldina
               São Paulo - SP

Villa
Endereço: Av. Padre Pereira de Andrade, 495 - Alto de Pinheiros
               São Paulo - SP

Telefone: (11) 3643-6900
Site: https://www.beaconschool.com.br/
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Facebook: facebook.com/beaconschool
Instagram: @beacon.school

 

A proposta pedagógica da Kinder Kampus valoriza o aprendizado produzido diretamente pela vivência dos alunos. Priorizamos as descobertas individuais, a cooperação entre os pares. Procuramos fortalecer a autoestima e encaramos o erro como parte do processo de construção do conhecimento. Enfatizamos sempre o "ser" e não o "ter". Estes são os nossos compromissos com a formação dos alunos. 

Ser bilíngue é apenas um dos nossos atributos. Procuramos formar alunos para a cidadania integral e consciente, conectados com o universo digital, preocupados com a sustentabilidade e aptos a enfrentar um mundo cada vez mais diverso, complexo e competitivo.

A escola foi idealizada por Catia Ryan e Fernanda Nyari, em 1999, para ser uma Escola de Educação Infantil de referência em termos de qualidade de ensino e educação. 

A escola cresceu de forma sólida e promissora, sempre oferecendo a mais alta qualidade em ensino bilíngue, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Em 2003, as instalações foram transferidas para a nova sede, junto à rua Dep. João Sussumu Hirata, 480, totalmente planejada e construída para atender mais de 300 crianças, com idades entre 15 meses e 5 anos. Em função de sua trajetória de sucesso, uma nova unidade, a Kampus School, foi inaugurada em 2008, voltada às séries iniciais do Ensino Fundamental I até o Ensino Médio.

Serviço – Kinder Kampus School

Educação Infantil 
Endereço: Dep. João Sussumu Hirata, 480 – Vila Andrade
               São Paulo – SP
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 Ensino Fundamental 
Endereço: Dep. João Sussumu Hirata, 750 – Vila Andrade
               São Paulo - SP
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (11) 3501-4066
              (11) 3743-7552
Site: http://kampusschool.com.br/
Facebook: facebook.com/KinderKampusSchool
Instagram: @kinderkampusschool 

 

Em 1947, nos Estados Unidos, a Congregação das Irmãs da Santa Cruz estendeu seu campo missionário de ação, enviando a São Paulo irmãs com a finalidade de oferecer educação escolar e catequese. No ano seguinte, essas irmãs fundaram o Colégio Santa Maria.

O objetivo da instituição era e é o de garantir uma educação de qualidade e desenvolver valores éticos essenciais na formação da pessoa. A Escola acredita em uma aprendizagem que forma cidadãos críticos, éticos e solidários, para atuar e transformar a realidade social.

Da Educação Infantil ao Fundamental II a instituição conta com uma proposta pedagógica que inclui um conjunto de reflexões e decisões baseadas nas perguntas “por quê?”, “para quê?”, “para quem?”, “como?”, “o quê?” “com que finalidade?”. 

Com a implementação do Ensino Médio em período integral no ano de 2020, procuramos atender às necessidades dos alunos, fortalecendo o seu interesse, engajamento e protagonismo na busca permanente da aprendizagem.

Com o intuito de desenvolver as habilidades esportivas, linguísticas, culturais, corporais e artísticas com os alunos, oferecemos também diversas atividades extracurriculares, buscando sempre o desenvolvimento dos alunos e explorando as suas potencialidades individuais.

 

Serviço – Colégio Santa Maria 

Endereço: Avenida Sargento Geraldo Santana, 901
               Jardim Marajoara - SP

Telefone: (11) 2198-0600
Site: https://colsantamaria.com.br/
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Facebook: facebook.com/colsantamariasp
Instagram: @colsantamariasp